ÁREA DO ASSINANTE






Atualizado em 12/07/2017

Temer constrange o País - Paulo César De Oliveira

Tem razão o peemedebista mineiro Rodrigo Pacheco quando afirma ser constrangedor para o País ter um presidente denunciado. É mesmo muito ruim para a política e a economia, e também para a imagem do País no exterior. Mas este é apenas um lado do problema, pois não é menos constrangedor vermos tantos deputados, senadores, governadores, vereadores, grandes empresários, membros do Judiciário e membros da burocracia de Estado envolvidos em denúncias e até respondendo processos por corrupção.

Sem nos fixarmos em nomes, mas recordando os casos mais notórios, tem senador que foi apeado da presidência da República por corrupção e outros, senadores e deputados, respondendo a sete ou oito, quando não mais, inquéritos por diferentes tipos de crime. Sem falar em governadores. E ex-presidente, claro. E isto não nos constrange. Centramos fogo no presidente como se fosse ele o único responsável pelos problemas e soluções do País. Temos o presidente quase como uma figura imperial. Cobramos dele, com razão, mas precisamos aprender a cobrar das outras figuras que são tão ou mais corruptas do que o presidente, como caso presente, Temer.

Olhem, dá arrepios olhar a composição do Congresso e imaginar que talvez seja necessário – se for, assim terá que ser feito - buscarmos um nome para, por eleição indireta, substituir Temer e levar o País até as eleições do ano que vem. Não tem ninguém. Pelo menos entre as velhas raposas, sobre a qual sempre caem as escolhas mais complicadas. Quem ainda não foi citado em delações, sabe que, não demora nada, e o nome aparecerá ligado a alguma falcatrua. E só jogar as algemas, como dizem na linguagem policial, que eles sabem porque vão colocá-las nos braços.

Mudar o presidente – repito, se houver razões para mudar, que mude - não vai reduzir nosso constrangimento. A não ser, claro, que nos conformemos em ser um País de fraque e cartola, mas sem calça, com o traseiro de fora. Sem constrangimentos.

 

(*) Diretor-geral das revistas Viver Brasil e do jornal TudoBH

Para ler a coluna completa Assine aqui o JN Notícias

Comentários