ÁREA DO ASSINANTE






Atualizado em 05/09/2017

Excelência – Sidney Cruz

EMENDAS IMPOSITIVAS - O vereador Cláudio Prates (PTB), presidente da Câmara Municipal e da Associação Mineira de Câmaras Municipais (AMCM), pretende agendar reunião dos vereadores com o prefeito Humberto Souto para discutir detalhes sobre as emendas impositivas ao Orçamento do Município e de como elas podem ser cumpridas já em 2018. Instituto já adotado por outros municípios, as emendas impositivas passarão a fazer parte do Orçamento de Montes Claros para o próximo exercício financeiro. Incluídas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) pelos vereadores, as emendas foram vetadas pelo prefeito, porém, os vetos foram rejeitados no Legislativo Municipal. Para o ano que vem os vereadores poderão indicar recursos específicos no orçamento para melhorias em suas bases eleitorais e para investimentos na saúde pública.

ALUNOS APREENSIVOS - Alunos da Universidade Estadual de Montes Claros apreensivos com a possibilidade de nova greve geral dos professores da instituição. Terça-feira (29/08) houve paralisação parcial das atividades docentes e manifestação contra o não cumprimento do acordo que deu fim à greve de 2016, que durou 124 dias e foi a mais longa da história da Universidade, com prejuízo para os acadêmicos, os mais prejudicados com o adiamento da conclusão dos cursos.

BIOMETRIA - O projeto de identificação biométrica do eleitor em Minas Gerais, que teve início em 2009 e que é uma das prioridades em busca de maior segurança e modernização do processo eleitoral, chegou a 676 municípios mineiros no mês de agosto. Segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG): 80 municípios mineiros já passaram por revisão biométrica obrigatória - os quais possuem todo o eleitorado já cadastrado por meio de biometria; quatro iniciaram a revisão obrigatória em fevereiro deste ano; e em outros 592 municípios já existe o atendimento biométrico ordinário - onde o sistema ainda não é obrigatório.

ÚLTIMAS ELEIÇÕES - Nas Eleições 2014, quase 500 mil eleitores mineiros votaram em urnas biométricas em 26 municípios. Do Norte de Minas, apenas os eleitores de Montezuma. Nas últimas eleições (2016), este número passou para mais de 1,5 milhão de eleitores de 249 municípios,onde a votação teve identificação biométrica. Em 80 deles foram totalmente biométrica (nas cidades que passaram pela chamada revisão biométrica obrigatória). Nos outros municípios a votação foi mista (onde a biometria não foi obrigatória).

NORTE DE MINAS - Na região, as eleições de 2016 foram no sistema de biometria mista nos municípios de Bocaiúva, Buenópolis, Chapada Gaúcha, Engenheiro Navarro, Francisco Dumont, Glaucilândia, Itacambira, Janaúba, Mamonas, Mirabela, Montes Claros, Olhos d’Água, Patis, Urucuia e Verdelândia. Em outros seis municípios da região   biometria foi total: Claro dos Poções, Espinosa, Guaraciama, Juramento, Montezuma e Nova Porteirinha. Com o cadastramento ordinário que começou no início deste mês, mais cinco municípios da região passarão a fazer parte da lista da biometria para as eleições do ano que vem: Ibiracatu, Lontra, Riachinho, São João da Ponte e Varzelândia. Em outros 63 municípios da região, o cadastramento ordinário segue normalmente:

Para ler a coluna completa Assine aqui o JN Notícias

Comentários