ÁREA DO ASSINANTE






Atualizado em 28/06/2017

Como dirigir e economizar com peças e combustível

Foto:
TODO motorista sabe o que fazer para economizar, mas poucos fazem

Hábitos simples ao dirigir – algo que todo mundo deveria estar careca de saber - fazem a diferença para prolongar a vida útil do automóvel e reduzir os custos com combustível e manutenção. De acordo com o Cesvi Brasil (Centro de Segurança Viária), que avalia também custos de reparabili-dade de veículos, o modo de dirigir tem influência direta na durabilidade de itens básicos, como freios (discos e pastilhas), embreagem e componentes da suspensão. Além disso, tem a questão da segurança: carro com manutenção em dia e com pneus e mecânica em bom estado reduz o risco de acidentes e panes inesperadas no automóvel. Mas também precisa estar assim para cumprir a legislação de trânsito.

Confira as dicas compliladas pelo JN, dirija na boa e economize:

1) Use o freio motor - Reduza as marchas ao diminuir a velocidade. Isso ajuda a parar o veículo e também poupa os freios. Em carros com câmbio manual, também é importante tirar o pé da embreagem na hora de frear e acioná-la somente quando o veículo estiver parando, para o motor não "morrer".

2) Não deixe o pé no pedal de embreagem - Muita gente apoia o pé no pedal de embreagem com a marcha já engatada, vício que resulta na perda de tração, desgasta componentes sem necessidade. Com o tempo, o hábito obriga à troca do conjunto de embreagem mais cedo, custo que pode passar facilmente de R$ 500, dependendo do modelo.

3) Evite a ‘banguela’ - O costume de dirigir com o câmbio em ponto-morto, especialmente em descidas, não economiza combustível, contribui para desgaste dos freios e  coloca a segurança em risco. Isso porque o carro perde tração quando não está com alguma marcha engatada e crescem as chances de escapar em uma curva. Em carros automáticos, utilize as posições "low" (reduzida) ou 1, 2, ou 3 para usar o freio motor em declives.

4) Pé leve - Evite acelerações e frenagem bruscas, que ajudam no desgaste do motor, dos freios, da suspensão e dos pneus, que são mais exigidos sem necessidade. Acelere e freie de maneira mais suave, para que os itens citados tenham maior durabilidade. Isso inclui trocar marchas no tempo certo, sem forçar o motor.

5) Use o ar-condicionado direito - O ar-condicionado oferece  conforto, mas contribui para aumentar em 20% ou mais o consumo de combustível. Nunca dirija com o ar ligado e os vidros abertos. Além disso, se não estiver muito quente, não coloque o resfriamento no máximo. Se o ar for digital, temperaturas entre 23º e 25º C são ideais: dão conforto e cobram pouco do carro.

6) Carro não é guarda-roupa - Não guarde tranqueiras no carro, nem mantenha bagageiros e suportes de bicicleta instalados quando estão fora de uso. Quanto mais peso o veículo transporta, mais combustível  consume.

7) Mantenha os pneus calibrados - A pressão dos pneus é essencial para fazer o carro rodar mais com menos combustível. Pneus muito cheios sobrecarregam a suspensão. E pneus com pressão 10% abaixo do recomendado têm a vida útil diminuída em 5% e ampliam o consumo. Calibre os pneus ainda frios, caso contrário a calibragem fica comprometida.

8) Balanceamento e alinhamento das rodas - Rodas desba-lanceadas e/ou desalinhadas aumentam o atrito dos pneus com o solo, contribuem para o desgaste irregular, comprometem a durabilidade do pneu e a segurança, já que o veículo  perde estabilidade. Alinhe sempre que perceber o carro "puxando" para um lado; o balanceamento é necessário quando se percebe vibração no volante.

9) Abasteça sempre com combustível mais barato - Em carros flex,  abasteça com etanol se o preço do litro for 30% menor que a  gasolina. O álcool tem média de consumo 30% maior que gasolina.

10) - Verifique os filtros e fluidos - Verifique o nível do óleo a cada semana e troque o lubrificante no prazo ou na quilometragem recomendados. O mesmo vale para os filtros, que devem ser substituídos no tempo e na especificação indicados pela montadora. O filtro de óleo deve ser substituído juntamente com o óleo. Com esses cuidados o motor dura mais tempo funcionando corretamente, o que consume menos combustível. 

Para ler a notícia completa Assine aqui o JN Notícias


Comentários