ÁREA DO ASSINANTE






Atualizado em 11/03/2015

Sobre a notícia – João Braga Junior

Foto:

SALÁRIOS DOS SERVIDORES

É de 12,3%, quase o dobro dos 6,5% que receberam em agosto passado, o índice de reajuste referência para a campanha salarial dos servidores municipais de Montes Claros neste ano. Embora não tenha sido dada publicidade, sequer uma portaria eletrônica, foi este o índice que corrigiu, em janeiro do corrente, os salários do prefeito (para R$ 27.769,44), vice-prefeito (R$ 18.512,50), secretários (R$ 11.579,93) e secretários-adjuntos (R$ 9.263,95). Os novos valores são disponibilizados para qualquer cidadão no Portal da Transparência do Município, no site da prefeitura, basta digitar ali o CPF, ou o nome completo de quem recebe.

PRÉDIO FANTASMA

A Caixa Econômica Federal informa à coluna que o conjunto de apartamentos abandonado em fase de construção no Bairro Cristo Rei, em quadra aberta vizinha à Escola Estadual Beato José de Anchieta, não tem nenhuma ligação com aquela instituição, nem com o programa federal Minha Casa, Minha Vida. Trata-se de empreendimento privado paralisado após tentativa frustrada de composição com uma grande empresa de Belo Horizonte.

CACHIMBO DO EGO

Dias atrás, ex-vereadores listavam razões para entendimentos políticos esdrúxulos, em alguns casos desmoralizantes para quem se submete a antigos desafetos indesejáveis. A relação já incluía necessidade financeira e de ocupação, fisiologismo, revisão e falta de valores quando alguém incluiu “o cachimbo do ego”. E completou: “Vicia e pode custar o ridículo e a desmoralização, em troca de evidência”.

PREPARAÇÃO DE AULAS

Publicado o acórdão em que a 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, por unanimidade, acata recurso apresentado por 18 professores da rede municipal de Montes Claros para determinar que o tempo máximo para atividades em classe é de dois terços da carga horária semanal, no caso, 16 horas e 40 minutos, não 20 das 25 horas semanais como fixou a Secretaria Municipal de Educação. Oito horas e vinte minutos são para atividades extraclasses, como a preparação das aulas, indispensável à qualidade da Educação. Agora, uma ação coletiva poderá ampliar os efeitos da decisão judicial para todos os professores das escolas municipais de Montes Claros.

PANELAÇO

Depois do panelaço durante o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff na televisão, nesse domingo, governantes em dificuldades com a opinião pública vão ter que avaliar bem a conveniência de entrevistas em horários previamente informados.

DEIXA FEDER

Sobre a notícia de que o PT estaria articulando um novo pacto político incluindo o PSDB, para salvar o governo Dilma Rousseff, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, dito provável interlocutor, refutou com veemência, na Folha de São Paulo: “Seria salvar o que não deve ser salvo”. Nem sempre é assim.

SALGADORES

Quando administrações públicas dão sinais de deterioração, abre-se espaço para assessores que se acham capazes de transformá-las em carne de sol, ou charque de primeira para o respeitável público. As experiências não recomendam, mas, o desespero bate e sapo passa por príncipe.

Ou mágico.

LEÕES DE SÍTIO

Dos bordéis para as redes sociais, inspirados nos velhos leões de chácara, leões de sítio tentam intimidar a liberdade de expressão. Invadem privacidade, espalham calúnias, ameaçam agredir fisicamente e baixam o nível na tentativa de desestimular seguidores de quem incomoda seus contratantes. A ordem é amedrontar e desacreditar geral.

VAI PRA RUA

Se corresponderem aos chamamentos nas redes sociais, as manifestações populares do próximo domingo, 15 de março, vão produzir grandes concentrações em todo o Brasil. Em muitas cidades, administrações municipais de diferentes partidos também viraram alvos do movimento que nasceu para fortalecer um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, do PT. Em Montes Claros, às 9h30, sairá uma carreata da Praça dos Jatobás, em direção à concentração popular na Avenida Deputado Esteves Rodrigues (leia-se Sanitária).

DESMOBILIZAÇÃO

A quem não interessa os protestos de 15 de março, uma das estratégias tem sido convocar concentrações para outros pontos das cidades. Fiquem de olho!

Para ler a notícia completa Assine aqui o JN Notícias


Veja mais sobre COLUNAS
Comentários