ÁREA DO ASSINANTE






Atualizado em 20/09/2017

Ruas podem virar armadilhas para motoristas quando a chuva chegar

As ruas de Montes Claros ainda têm muitos buracos, que no período chuvoso que se aproxima costumam se transformar em armadilhas à espera dos descuidados. Quem dirige por ruas com buracos sabe que além do risco de acidentes, depressões e outros obstáculos podem provocar danos ao veículo, a começar por problemas no balanceamento e alinhamento e nos pneus. Na Semana Nacional de Trânsito, celebrada de 18 a 25 de setembro, a ANIP (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos) faz algumas recomendações para evitar incidentes e acidentes.

Previna-se

Quanto mais rápido você dirigir, mais difícil será desviar do buraco e mais forte será o impacto, ruim inclusive para a suspensão do veículo. Ao dirigir na chuva, reduza a velocidade, redobre a atenção e tente desviar das poças, pois elas podem esconder buracos sob a água ou fazer o carro aquaplanar. Se não for possível desviar, não freie bruscamente: desengate a marcha ou, ao menos, pise na embreagem ao atravessá-la. Com isso, você evita danos no câmbio.

Pneus que rodam com pressões abaixo do recomendado estão mais susceptíveis a danos e rompimentos por choque em buraco. Mantenha sempre as pressões recomendadas para cada posição do pneu no veículo, verificando a cada 15 dias inclusive o pneu estepe.

Observe seu pneu

Ao passar por um buraco, é muito importante ficar atento aos primeiros sintomas de problema no carro. Quando os pneus sofrem impactos mais severos, podem desenvolver bolhas formadas por desagregação de seus componentes internos. Para não haver o risco das bolhas estourarem, deve-se trocar o pneu. Fique também de olho nas rodas. Se amassaram muito é preciso trocá-las. Por vezes pode ser algo leve, mas que faz o pneu perder ar aos poucos e comprometer sua funcionalidade.

Para ler a notícia completa Assine aqui o JN Notícias


Comentários