ÁREA DO ASSINANTE






Atualizado em 14/09/2017

Evento terá congresso de energias renováveis

Foto:
MÁRCIA Versiani, diretora da Agência de Desenvolvimento do Norte de Minas

O Norte de Minas Gerais tem excelentes condições de radiação solar, terras disponíveis para as usinas sem impedimentos fundiários e boas condições para se tratar com celeridade as questões ambientais. Diante deste contexto, a Agência de Desenvolvimento da Região Norte de Minas (Adenor), em parceria com o Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene), o Governo de Minas e a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Montes Claros (ACI), vai realizar o II Congresso Norte-Mineiro de Energias Renováveis e I Exposolar do Norte de Minas. Será na próxima quinta-feira (14/9), das 8 às 18 horas, no Parque de Exposições João Alencar Athayde.

Desde 2013, todos os estudos e trabalhos da Adenor resultaram no Projeto de Desenvolvimento Regional, através da implantação de empreendimentos do segmento de energias renováveis, com ênfase na energia fotovoltaica, destaca Pávilo Miranda, presidente da Adenor. “O Norte de Minas é a melhor região do País para investimentos neste setor porque reúne condições interessantes em pontos de atenção, como radiação solar, conexão ao sistema elétrico, regularização fundiária e licença ambiental”, explica Márcia Versiani, diretora da Adenor.

A dirigente completa que o foco do projeto é na melhoria das condições econômicas da região. “Temos um baixo dinamismo econômico, apenas 2,7% do PIB do Estado, com 8% da população de Minas e apenas 1% do ICMS, resultados da baixa produtividade e dos baixos salários”, destaca Márcia Versiani. O projeto é estratégico para o Norte de Minas, porque vai promover a melhoria das condições sociais e econômicas da região.

“A valorização do uso da terra e a formação de mão-de-obra, somadas à abundância de terras sem impedimentos fundiários podem mudar o cenário regional do ponto de vista da geração de trabalho e renda. Montes Claros é polo educacional, com grande quantidade de cursos em nível superior e técnico”, avalia Márcia Versiani.

Gerente executivo estadual do Banco do Nordeste, Ananias Pereira Souza pontua que a instituição tem linhas de financiamentos específicas, tanto para a geração distribuída, quanto para a geração centralizada. “Em maio de 2016, o Banco do Nordeste lançou o FNE Sol, que vem sendo divulgado desde então. Por outro lado, o Banco está habilitado a financiar os grandes empreendimentos contratados por meio dos leilões da Aneel”.

As atividades da I Exposolar do Norte de Minas Gerais serão nos estandes durante a Feira Nacional da Indústria, Comércio e de Serviços de Montes Claros (Fenics) e objetivam disponibilizar, através do Portal de Energia Solar do Norte de Minas, informações, dados e apoio para os empreendedores, prestadores de serviços e fornecedores de materiais e equipamentos, que tenham interesse nos projetos de geração de energia fotovoltaica que podem ser implantados na região.

O Congresso de Energias Renováveis integra a programação da 22ª Fenics e será realiozado no auditório Osmani Barbosa, no Parque de Exposições João Alencar Athayde, das 8 às 18 horas, com emissão de certificado.

 

 

Para ler a notícia completa Assine aqui o JN Notícias


Comentários